Informação sobre hipotireoidismo, causas, sintomas, prevenção e tratamento do hipotireoidismo, identificando os diversos tipos existentes.


O que é Hipotireoidismo Congênito

O Hipotireoidismo Congênito é uma doença que constitui a causa mais comum de retardo mental passível de prevenção e tratamento. Cerca de 15% dos casos de Hipotireoidismo Congênito tem padrão de herança recessiva, e a doença ocorre quando a glândula tireóide do recém-nascido não é capaz de produzir quantidades adequadas de hormônios, resultando numa redução generalizada de processos metabólicos. Em crianças não tratadas precocemente, o crescimento e o desenvolvimento mental ficam seriamente comprometidos. O hipotireoidismo é um distúrbio resultante da diminuição da produção e da redução dos níveis circulantes do hormônio tiroideano, o qual é reversível com a reposição do hormônio deficiente. É o resultado da diminuição da secreção glandular, usualmente devido à doença primária da glândula tiróide. Segundo La Franchi, pode ser classificado quanto à época do seu aparecimento, em congênito ou tardio (adquirido), e quanto ao nível em que a disfunção se apresenta, em primário (tireoideano), secundário (hipofisário) e terciário (hipotalâmico).
Ribeiro afirma que o Hipotireoidismo Congênito é um distúrbio metabólico sistêmico, caracterizado pela deficiência da produção de hormônios tireoidianos e representa uma das causas mais comuns de retardo mental passível de prevenção.
O Hipotireoidismo Congênito é considerado uma urgência pediátrica podendo ocorrer conseqüências graves quando não recebe tratamento oportuno. O diagnóstico precoce e o tratamento iniciado nas primeiras semanas de vida é fundamental para o desenvolvimento intelectual normal das crianças afetadas.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL